segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Tanto Mar






(ficção)


Choram meus olhos, meu coração

a distância é longa entre nós

e mesmo ouvindo tua voz

cresce o desejo de te tocar

pegar um barco e viajar

correr até ti, pegar tua mão


Baloiça o barco nas ondas do mar

sinto calafrio em meu corpo

e é tão longe o próximo porto

que por certo não vou chegar

Amor, Amor, que estás tão longe

e falta ainda tanto mar, tanto mar...


Minhas entranhas se inquietam

e me assustam com seu rosnar

o barco baloiça, quase a adornar

meus olhos e meu coração protestam,

as profundezas parecem aguardar

por mim, neste imenso mar.


Amor, amor, não vou prosseguir

meus medos são maiores que o céu

meu corpo treme, qual dor lhe deu,

e minha raiva por não conseguir...

mas é tão longa a distância a navegar

para voltar...tanto mar, tanto mar...

11 comentários:

  1. Olá Alex,
    este poema é pura ficção... mas algumas vezes já senti isto...
    (...) "a distância é longa entre nós
    e mesmo ouvindo tua voz
    cresce o desejo de te tocar
    pegar um barco e viajar"(...)

    Gostei muito!!!
    Beijos,
    AA

    ResponderEliminar
  2. Alex,

    "O medo aprisiona o amor."

    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Ai Alex ainda não percebi
    de que distancia falas,
    mas navegue, busque o
    amor que te faz saudade...
    O mar, tantas águas,
    misturadas as lágrimas
    que salgadas, não se sabe
    qual delas...

    Lindo texto meu amigo.

    Hoje não estou mto legal,
    falando em águas,
    a gente ver as notícias e fica
    mal..
    águas doces, que se fizeram
    em sal...
    sem mais palavras...

    Feliz semana pra ti
    bjss

    ResponderEliminar
  4. Oi,Alex
    Só pra te dar um abraço e reconhecer que existe tanto mar pra navegar !!
    Ah , "se eu fosse marinheiro nem pensaria em din heiro, era eu que teria partido".
    Minhas ferias começaram um pouco tristes pelos acidente naturais ocorridos no Rio e quase em todo Brasil, com chuvas torrenciais , devido o calor intenso por aqui.
    Não estou blogando, só um abracinho nos amigos.
    Abraços e que esse nosso mar seja de águas calmas e te leve onde voce desejar.

    ResponderEliminar
  5. Amor infinito basta sentir no coração, muita paz neste ano novo.

    ResponderEliminar
  6. Liberdade nas palavras!
    Intenso. Adorei!

    beeejo meu amigo. Boa semana!

    ResponderEliminar
  7. Passei por aqui e achei o blog muito interessante. Voltarei outras vezes.

    Feliz 2010

    ResponderEliminar
  8. Salve o NOVO ANO !
    Que ele seja de PAZ e de muita Saúde. E que estejamos juntos por mais um ano.
    assim Seja !
    Olá, como vai ? Estou aqui para divulgar um pouco da minha cultura, a história de nossos antepassados ( que amo muito e tenho receio que se perca em meio a essa enxurrada de informações que somos acometidos ultimamente) e, para isso, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... começa o ano contando um pouco sobre esse espetáculo maravilhoso que é a FLOLIA DE REIS ou REISADO, comemorado no dia 6 de janeiro. Aqui eu também coloco as famosas simpatias das Romã, muito utilizada no dia 6 de janeiro para atrair dinheiro. Para quem curte uma simpatia, vale a pena fazer.Venha conferir.
    E para quem não conhece o meu espaço, convido a dar uma chegadinha até lá para conhecer o meu cantinho de histórias, o link está logo abaixo.
    Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
    Saudações Florestais !
    SIGA-ME em : http://www.silnunesprof.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. OLÁ,

    ESTOU DE FÉRIAS, MAS SEMPRE TEM UMA FORMA DE VISITAR OS AMIGOS...MUITO LINDO ESTE POEMA, ABRAÇOS, ERICO.

    ResponderEliminar