sábado, 25 de setembro de 2010

Outono




O sol teima em brilhar, em aquecer.

Lá fora ainda se sente o verão,

o convite para o mar, tocar a água

num sonante mergulho, rejuvenescer...

Mas este verão está fora do tempo,

e como tudo na vida, sem mágoa

deveria morrer, para renascer...

Onde param as andorinhas,

o chilrear dos pardais,

os dias longos, festas na aldeia?

Tudo passou, hibernou.

Se o mundo existir, se a primavera deixar,

no novo ano hás-de vir

dentro do teu espaço, até o Outono chegar.


Outono, entra...estás entre amigos...

7 comentários:

  1. Folhas secas se esvaindo, algo de nós distante sumindo, um novo céu a se abrir.
    As arvores renovarão seus brilhos, nas folhas suvizantes que doces balaçarão até a nova primavera onde as flores haverão de despontar tbém.
    Somos nós renovando, inspirando-se ante o novo amanhecer...
    Deixando nas águas flutuantes as mazelas mais antigas se dando ao tempo a vida reviver...

    Belo e sensível tuas letras Alex.
    permite nos fazer a viagem e acreditar em um novo tempo...

    Feliz domingo.

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  2. Belo, Alex! Que venha o Outono, para quem sabe versejar e prosear tão bem. Tens a luz do Sol dentro de ti. Ficarás aquecido!

    "Se for para aquecer que seja o sol;

    Se for para enganar que seja o estômago;

    Se for para chorar que seja de alegria;

    Se for para roubar que seja um beijo;

    Se for para matar que seja a saudade;

    Se for para guerra que seja de recosto;

    Se for para ter fome que seja de amor;

    Se for para perder que seja o medo;

    Se for para discutir que seja por amor;

    Se for para ser feliz que seja para sempre"

    Beijos, querido!
    Renata
    Quanto ao meu poema, é um tanto mais *esquisito* Trata-se da luta pela Paz. Não acompanhaste e acho que não sabes do post anterior, que ficou 4 semanas, mais ou menos o tanto que ficará este. O meu Tempo é outro, mas cá estamos sempre.
    Gosto muito de ti e me fazes falta.

    ResponderEliminar
  3. É verdade Alex, ele já chegou... apesar do Verão 'teimar' em não ir...:) Brevemente teremos as suas belas tonalidades...
    Beijos,
    AA

    ResponderEliminar